PRIVACY & DATA PROTECTION PRACTITIONER - EXIN - 24, 25 e 26 de junho de 2020 - PRESENCIAL

Curso de 24h que busca o preparo do profissional para a prova de certificação Exin, cuja valida o conhecimento sobre a organização da proteção de dados pessoais, as regras e regulamentos da UE (União Europeia) em matéria de proteção de dados.
Além de aprender os conhecimentos necessários é possível entender sua relação e impacto em relação à legislação brasileira, Lei 13.709 - Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, conhecida como LGPD.
Nosso curso inclui conteúdo teórico e atividades praticas necessárias para obtenção da declaração Exin, obrigatória para liberação da prova (Practitioner).
Duração do nosso treinamento: 3 dias das 09h às 18h, com 1 hora de almoço cada dia, totalizando 24 horas de curso.

(*) Turmas sujeitas a quantidade mínima de inscrições, podendo ocorrer alteração de data, previamente informado.

/dash/uploads/produtos-e-servicos/98/PDPP_junho.jpg Cursos Presenciais 98 98

1 .    Políticas de proteção de dados

1.1.    O objetivo das políticas de proteção de dados e privacidade em uma organização

1.1.1    Explicar as políticas e os procedimentos necessários em uma organização para cumprir a legislação de proteção de dados.

1.1.2    Explicar o teor das políticas.

1.2.    Proteção de dados desde a concepção (by design) e por padrão (by default)

1.2.1.     Explicar o conceito de proteção de dados desde a concepção (by design) e por padrão (by default).

1.2.2.     Descrever os sete princípios da proteção de dados desde a concepção (by design) e por padrão (by default).

1.2.3.     Ilustrar de que modo os princípios de privacidade desde a concepção (by design) e por padrão (by default) podem ser implementados.

 

2.    Gerenciando e organizando a proteção de dados

2.1.    Fases do Sistema de Gestão de Proteção de Dados (SGPD)

2.1.1.     Ilustrar como aplicar a fase 1 do SGPD: Proteção de Dados e Privacidade: Preparação.

2.1.2.     Ilustrar como aplicar a fase 2 do SGPD: Proteção de Dados e Privacidade: Organização.

2.1.3.     Ilustrar como aplicar a fase 3 do SGPD: Proteção de Dados e Privacidade: Desenvolvimento e implementação.

2.1.4.     Ilustrar como aplicar a fase 4 do SGPD: Proteção de Dados e Privacidade: Governança. 

2.1.5.     Ilustrar como aplicar a fase 5 do SGPD: Proteção de Dados e Privacidade: Avaliação e melhoria.

 

3.    Papéis do controlador, processador e Data Protection Officer (DPO)

3.1.    Os papéis do controlador e processador

3.1.1.     Estabelecer as responsabilidades do controlador

3.1.2.     Estabelecer as responsabilidades do processador.

3.1.3.     Explicar a relação entre o controlador e o processador em uma situação específica.

3.2.    O papel e as responsabilidades de um DPO

3.2.1.     Explicar quando a indicação de um DPO é obrigatória de acordo com o GDPR.

3.2.2.     Estabelecer o papel do DPO.

3.2.3.     Explicar a posição do DPO em relação à autoridade supervisora (Antes da introdução do GDPR, a Autoridade de Proteção de Dados (DPA) era a autoridade nacional encarregada pela fiscalização da aplicação prática da regulamentação em proteção de dados nos países da UE. Com o GDPR, a Autoridade de Proteção de Dados atualmente é chamada de autoridade supervisora.)

 

4.    Avaliação de Impacto sobre a Proteção de Dados (DPIA)

4.1.    Os critérios para uma DPIA

4.1.1.     Aplicar os critérios para a condução de uma DPIA.

4.1.2.     Descrever os objetivos e os resultados de uma DPIA.

4.2.    As etapas de uma DPIA

4.2.1.     Descrever as etapas de uma DPIA.

4.2.2.     Realizar uma DPIA em uma situação específica.

 

5.    Violação de dados, notificação e resposta a incidentes

5.1.    Os requisitos do GDPR em relação a violações de dados pessoais

5.1.1.     Determinar se houve uma violação de dados nos termos do GDPR.

5.2.    Os requisitos para notificação

5.2.1.     Notificar a autoridade supervisora sobre uma violação de dados pessoais.

5.2.2.     Notificar o titular dos dados sobre a violação de dados pessoais.

5.2.3.     Descrever os elementos da obrigação de documentação do GDPR.

Olá, Visitante!

PRIVACY & DATA PROTECTION PRACTITIONER - EXIN - 24, 25 e 26 de junho de 2020 - PRESENCIAL

Cód: 98

Curso de 24h que busca o preparo do profissional para a prova de certificação Exin, cuja valida o conhecimento sobre a organização da proteção de dados pessoais, as regras e regulamentos da UE (União Europeia) em matéria de proteção de dados.

Além de aprender os conhecimentos necessários é possível entender sua relação e impacto em relação à legislação brasileira, Lei 13.709 - Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, conhecida como LGPD.

Nosso curso inclui conteúdo teórico e atividades praticas necessárias para obtenção da declaração Exin, obrigatória para liberação da prova (Practitioner).

Duração do nosso treinamento: 3 dias das 09h às 18h, com 1 hora de almoço cada dia, totalizando 24 horas de curso.



(*) Turmas sujeitas a quantidade mínima de inscrições, podendo ocorrer alteração de data, previamente informado.


Selecione:

1 .    Políticas de proteção de dados

1.1.    O objetivo das políticas de proteção de dados e privacidade em uma organização

1.1.1    Explicar as políticas e os procedimentos necessários em uma organização para cumprir a legislação de proteção de dados.

1.1.2    Explicar o teor das políticas.

1.2.    Proteção de dados desde a concepção (by design) e por padrão (by default)

1.2.1.     Explicar o conceito de proteção de dados desde a concepção (by design) e por padrão (by default).

1.2.2.     Descrever os sete princípios da proteção de dados desde a concepção (by design) e por padrão (by default).

1.2.3.     Ilustrar de que modo os princípios de privacidade desde a concepção (by design) e por padrão (by default) podem ser implementados.

 

2.    Gerenciando e organizando a proteção de dados

2.1.    Fases do Sistema de Gestão de Proteção de Dados (SGPD)

2.1.1.     Ilustrar como aplicar a fase 1 do SGPD: Proteção de Dados e Privacidade: Preparação.

2.1.2.     Ilustrar como aplicar a fase 2 do SGPD: Proteção de Dados e Privacidade: Organização.

2.1.3.     Ilustrar como aplicar a fase 3 do SGPD: Proteção de Dados e Privacidade: Desenvolvimento e implementação.

2.1.4.     Ilustrar como aplicar a fase 4 do SGPD: Proteção de Dados e Privacidade: Governança. 

2.1.5.     Ilustrar como aplicar a fase 5 do SGPD: Proteção de Dados e Privacidade: Avaliação e melhoria.

 

3.    Papéis do controlador, processador e Data Protection Officer (DPO)

3.1.    Os papéis do controlador e processador

3.1.1.     Estabelecer as responsabilidades do controlador

3.1.2.     Estabelecer as responsabilidades do processador.

3.1.3.     Explicar a relação entre o controlador e o processador em uma situação específica.

3.2.    O papel e as responsabilidades de um DPO

3.2.1.     Explicar quando a indicação de um DPO é obrigatória de acordo com o GDPR.

3.2.2.     Estabelecer o papel do DPO.

3.2.3.     Explicar a posição do DPO em relação à autoridade supervisora (Antes da introdução do GDPR, a Autoridade de Proteção de Dados (DPA) era a autoridade nacional encarregada pela fiscalização da aplicação prática da regulamentação em proteção de dados nos países da UE. Com o GDPR, a Autoridade de Proteção de Dados atualmente é chamada de autoridade supervisora.)

 

4.    Avaliação de Impacto sobre a Proteção de Dados (DPIA)

4.1.    Os critérios para uma DPIA

4.1.1.     Aplicar os critérios para a condução de uma DPIA.

4.1.2.     Descrever os objetivos e os resultados de uma DPIA.

4.2.    As etapas de uma DPIA

4.2.1.     Descrever as etapas de uma DPIA.

4.2.2.     Realizar uma DPIA em uma situação específica.

 

5.    Violação de dados, notificação e resposta a incidentes

5.1.    Os requisitos do GDPR em relação a violações de dados pessoais

5.1.1.     Determinar se houve uma violação de dados nos termos do GDPR.

5.2.    Os requisitos para notificação

5.2.1.     Notificar a autoridade supervisora sobre uma violação de dados pessoais.

5.2.2.     Notificar o titular dos dados sobre a violação de dados pessoais.

5.2.3.     Descrever os elementos da obrigação de documentação do GDPR.

CERTIFICAÇÃO

A EXIN é uma empresa holandesa que oferece certificações reconhecidas internacionalmente.

EXIN Privacy and Data Protection Essentials (PDPP) é uma certificação que valida o conhecimento de um profissional sobre a organização da proteção de dados pessoais, e as regras e regulamentos brasileiros em matéria de proteção de dados.

O exame de certificação para o “Privacy and Data Protection Practitioner” tem duração de 2h e é composto por 40 questões de múltipla escolha, sendo necessário atingir ao menos 65% para a aprovação.

 

Informações sobre a prova de certificação Privacy & Data Protection  Practitioner:

Tipo do exame: 

Perguntas de múltipla escolha 

Número de questões:

40

Mínimo para aprovação:

65% (26/40)

Com consulta/observações:

Não

Equipamentos eletrônicos permitidos:

Não

Tempo designado para o exame:

120 minutos (2 hora) 

 

Seja um certificado DPO Exin, basta passar nas três provas ( certificações):  Privacy & Data Protection  Foundation, Privacy & Data Protection  Practitioner e Information Security Foundation.

Conheça também o Privacy & Data Protection  Essential - específico LGPD.

EFFERSON SOUZA, CRISC, DPO, MCSO

Consultor em Segurança da Informação, Gestão de Risco e Privacidade de Dados, com experiência de mais de 25 anos em tecnologia da informação, atuando em grandes empresas do setor financeiros e de energia elétrica.

Formado em administração de empresas e análise de sistemas, com especialização em Segurança da Informação e MBA em Governança, Riscos e Compliance - GRC. Certificado em Gestão de Riscos pelo Information Systems Audit and Control Association – ISACA, DPO creditado pela EXIN (ISFS, PDPE, PDPF, PDPP) e Security Officer pela Módulo Security.

Responsável por implantar iniciativas estratégicas em segurança corporativa, processos de contingência e metodologia de Gestão de Riscos Corporativos, além de promover integrações com Compliance e Auditoria Interna.

Professor em Comportamento Digital Preventivo e em Governança de SI e TI em cursos de Especialização e MBA.

Participante ativo de fóruns, eventos e comitês de discussão de normas e padrões para governança em Segurança da Informação e Continuidade de Negócio.

Voluntário em movimentos sociais que visam educar e conscientizar Pais e Estudantes sobre o riscos do uso da tecnologia e internet, orientando as boas práticas de segurança da informação.

 

Não há pré requisitos.


Formato: Presencial
Instrutor: Dr. Jefferson
Data: 24, 25 e 26 de junho de 2020
Horário: 09:00 às 18h
Duração: 24 horas
Local: Av. Brigadeiro Faria Lima, 1226 - 5º Andar - São Paulo/SP